Festa de Nossa Senhora da Penha eleva vendas do comércio entre 20% e 30% em Serra Talhada, PE

Âncora do Sertão

Loja Éconis bate meta de vendas em apenas duas semanas do mês de Setembro. Foto: Robério Sá/Âncora

A Festa de Nossa Senhora da Penha, em Serra Talhada, no Sertão do Pajeú, aqueceu a economia durante o mês de setembro, alavancando as vendas entre 20 e 30% há mais, comparado com os meses anteriores do ano. O ÂNCORA DO SERTÃO visitou o comércio nesta semana e ouviu vendedores e empresários sobre o desempenho da economia municipal durante o principal evento da cidade no ano.

Vendedora Maria da Penha.

Na loja Cattan, a vendedora Maria da Penha destacou o crescimento e o recorde de vendas nesse período. “Esse foi um dos melhores meses para o comércio, pois as vendas aumentam, sendo muito bom pra gente. Durante setembro, muitos turistas movimentaram o comércio da cidade, além disso, batemos o recorde de vendas para esse mês. Aumentamos as vendas em mais de 20% e cerca de mais de 200 vendas por dia”, disse a funcionária.

A Império do Jeans também confirmou que o comércio teve um bom desempenho nas últimas semanas, no entanto, segundo o vendedor Washington Luís, os resultados refletem o aumento de turistas na cidade. Um dado curioso levantado pela empresa foi que muitas das compras efetuadas eram de consumidores de municípios vizinhos, tais como: Flores, Triunfo, Calumbi, Floresta, Santa Cruz da Baixa Verde e outros.

Vendedor Washington Luís.

“Tivemos um crescimento razoável em comparação com o mês de janeiro deste ano. Nós vendemos mais para a classe C, que é um público que poupa mais e gasta seus rendimentos com bens necessários, logo, eles deixam roupas e calçados para um segundo plano. Na festa de setembro, como recebemos muitas pessoas de fora, nosso aumento nos rendimento foi justamente graças aos turistas. Tivemos uma promoção de sorteio de uma moto e isso nos mostrou que mais pessoas de fora estavam comprando produtos do que os serra-talhadenses. Teve crescimento nas vendas graças aos turistas, pois se fosse pelo público local teríamos a mesma média de venda dos meses anteriores”, pontuou o vendedor, Washington Luís.

Vendedor Aldefrânio Pedro.

Na loja de calçados Éconis, o vendedor Aldefrânio Pedro, relata que graças as comemorações da padroeira da Capital do Xaxado, ainda, na primeira quinzena do mês, a equipe de vendedores já encontra-se próxima de bater a meta de vendas para o mês de setembro. “Graças a Deus, nossas vendas aumentaram bastante em comparação ao ano passado. Além disso, aumentou cerca de 25%, mais ou menos, nesse período de festa. Praticamente, já fechamos a meta deste mês estabelecida”, comemorou.

DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO 

O secretário de desenvolvimento econômico, Marcos Oliveira, em entrevista ao ÂNCORA DO SERTÃO, destacou que a Festa de Setembro logrou êxito no aquecimento da economia municipal, deixando empresários, comerciantes e profissionais liberais satisfeitos com o aumento do fluxo de vendas e negócios nesses últimos quinze dias.

“A festa atraiu turistas de todo lugar, enfervecendo nossa economia; nunca se viu uma movimentação tão intensa na nossa cidade, bares, restaurantes, pousadas e hotéis lotados.  Tenho certeza que a Festa de Setembro gerou um incremento considerável na nossa economia.  O novo formato da festa também ficou consolidado, os pólos cultura viva, pátio da feira e pólo nacional foram um sucesso”, destacou o secretário.

Este slideshow necessita de JavaScript.