Centro de Serra Talhada vive dias difíceis sem água

torneirinha_1

A população serra-talhadense não suporta mais a falta de água e o racionamento pesado que a companhia de abastecimento da (Compesa) realiza no município. No centro da cidade, mais de quatro ou cinco dias sem água para lavar pratos, roupas, tomar banho e realizar outras atividades.

Com um quadro complicado, Adutora do Pajeú vive um quebra-quebra dia após dia. Enquanto isso, os sertanejos precisam pagar a conta de água sem consumir um pingo dela. A situação é tão caótica no município que os consumidores já estão revoltados com a empresa. Sem água até quando?

 

VEJA TAMBÉM