Em Serra Talhada, botijão de gás deve ser comercializado a R$ 80 reais nos próximos dias

Âncora do Sertão

Alta nos preços do botijão de gás de cozinha.

O reajuste médio de 12,9% no preço do gás de cozinha anunciado nessa última terça-feira, dia 10, pela Petrobrás, deve ser repassado aos distribuidores do produto em Serra Talhada, no Sertão do Pajeú.

Com o aumento, o botijão de gás deve passar a custar R$ 80 reais na capital do xaxado, e em todo o Estado de Pernambuco. A estimativa é feita pelo Sindicato dos Revendedores do Gás Liquefeito de Petróleo em Pernambuco (Sinregas-PE).

De acordo com o Jornal do Commercio, o percentual estabelecido não é repassado automaticamente aos consumidores, já que mudanças nos preços demanda outros custos a distribuidores e revendedores.

LEIA MAIS

Em Serra Talhada, o preço atual do botijão de gás varia de R$ 65 a R$ 75 mas, de acordo com a nota emitida pela Petrobrás, a estimativa é que o preço do botijão pode ser reajustado, em média, em 5,1% ou cerca de R$ 3,09 por botijão (se forem mantidas as margens de distribuição e de revenda e as alíquotas de tributos).

REAJUSTE 

O Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Gás Liquefeito de Petróleo (Sindigás) calcula que o reajuste oscilará entre 7,8% e 15,4%, de acordo com o polo de suprimento.

De acordo com a entidade, a correção aplicada não repassa integralmente a variação de preços do mercado internacional. Diante disso, o Sindigás estima o preço do produto para botijões até 13 quilos “ficará 6,08% abaixo da paridade de importação, o que inibe investimentos privados em infraestrutura no setor de abastecimento”.

VEJA TAMBÉM