Israel Silveira diz que conquistas de Duque vêm de outras gestões e o povo sabe

Âncora do Sertão
duquinho-2

Duquinho, Jarbas Vasconcellos, Israel Silveira. Foto: PMDB/Reprodução

O diretório do partido (PMDB) de Serra Talhada, esteve no Recife, capital do Estado, discutindo caminhos e rumos que a sigla irá seguir nas eleições de outubro em todo Brasil, além de analisar o cenário crítico e caótico do país. Ao encontro foram: Carlos Antônio (Presidente da Sigla no Município), Israel Silveira (Pré-candidato) e João Duque Filho (Empresário), encontrando-se com Jarbas Vasconcelos e Roberto Magalhães, ambos ex-governadores de Pernambuco.

No início da semana, o professor Israel Silveira, pré-candidato a prefeito da capital do xaxado, relatou durante entrevista a Rádio Vila Bela FM o que aconteceu no encontro – “Pernambuco se manifestou que de Recife a Petrolina, chegando a Fernando de Noronha; todos os diretórios e membros do partido a nível estadual, comungam que Michel Temer é a pessoa com referencial de continuar a presidência”, disse.

duquinho

Israel Silveira, Roberto Magalhães, Duquinho. Foto: PMDB / Reprodução

Analisando a gestão de Luciano Duque, o professor usa argumento de Dr. Nena Magalhães pra justificar a grande quantidade de candidatos a prefeito de Serra Talhada, como também o número gigante de 11 siglas unidas para tomar o poder – “Dr. Nena chegou a tocar nesse assunto, de que quando uma gestão está bem avaliada, o levantamento de nomes para a ocorrência de oposições geralmente diminui. Naturalmente, quando a gestão não está bem avaliada, enxerga-se ou deixa-se aberto para os demais enxergarem uma oportunidade quanto ao gestor eleito do município, então analisando por ai, podemos fazer uma ponte e isso não significa que seja um único argumento”, discorreu.

Avaliando a gestão municipal mais uma vez, manteve discurso de que o governo municipal não vem evoluindo – “Avalio que a gestão atual perdeu uma grande oportunidade de ter em seu quadro técnico esses nomes que foram citados (pré-candidatos), e outros mais que não estão colocando o nome em disputa. Obviamente essas pessoas que estiveram com ele e conseguiram olhar, tendo uma forma de contribuir, não são o fato de ter rompido com a gestão atual, que faz com que cada um desses nomes coloque também como candidato. O que se prioriza, é sobretudo, a vontade, o comprometimento de contribuir com a gestão de Serra Talhada, com o desenvolvimento da cidade. Se não está podendo atuar com a gestão atual, que nesse momento seja o caminho das oposições”, disse.

Ainda alfinetou o prefeito Luciano Duque dizendo que as atuais conquistas vêm de outras gestões – “Ele tem usado da melhor forma esses argumentos dessas entregas, para mostrar que as conquistas são da sua gestão, mas isso é claro que vai ser sempre assim, qualquer outro que estiver fará também. Não considero que seja o correto, mas as pessoas sabem que essas obras estruturadoras vêm de outras gestões”, disparou.

VEJA TAMBÉM