Ministério do Planejamento autoriza abrir concurso da AGU com 100 vagas

Âncora do Sertão

O Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão autoriza a abertura do concurso público da Advocacia-Geral da União (AGU). O edital terá prazo de lançamento de seis meses, tendo a possibilidade de sair ainda este ano, de acordo com a assessoria de imprensa do órgão. Serão oferecidas 100 vagas imediatas mais formação de cadastro de reserva em funções do nível médio e superior.

Os preparativos estão sendo feitos para contratar a organizadora do certame, responsável pela aplicação das provas e outros procedimentos para abertura e andamento do processo seletivo. As vagas são das áreas de apoio às carreiras jurídicas, em várias especialidades que ainda não estão definidas. Atualmente, o salário inicial (composta de vencimento básico e gratificação) dos servidores do órgão é de R$ 6,2 mil para o nível superior e R$ 4,1 mil para o nível médio.

A estimativa é de que haja uma maior convocação dos selecionados, visto que a AGU tem mais de 500 cargos vagos. Além disso, há um projeto de lei que tramita no Congresso Nacional e cria a carreira de apoio na instituição (PL nº 6.788/17), que prevê a criação de três mil cargos. O texto já entregue ao chefe da Casa Civil não gera qualquer impacto orçamentário ou financeiro para os cofres públicos. Ele estima a criação de duas novas funções: analista técnico de apoio à atividade jurídica, de nível superior; e técnico de apoio à atividade jurídica, de nível intermediário. Serão dois mil cargos de analista de apoio e outros um mil de técnico de apoio.

VEJA TAMBÉM