Promotor pede interdição do Complexo Prisional do Curado

TV Jornal
Penitenciária do Cura. Foto: Reprodução / TV Jornal

Penitenciária do Curado. Foto: Reprodução / TV Jornal

O promotor da Vara de Execuções Penais de Pernambuco, Marcellus Ugiette, vai pedir ao Governo do Estado a desativação do Complexo Prisional do Curado, onde 40 detentos fugiram no último fim de semana. “Não há a mínima condição dele funcionar, o estado não tem mais o controle da unidade”, afirmou o promotor. Na tarde desta segunda-feira (25), a Secretaria de Ressocialização divulgou o balanço do trabalho de recaptura dos presos da unidade prisional e também da Penitenciária Barreto Campelo, em Itamaracá.

Apenas um preso continua foragido do Presídio Frei Damião de Bozzano, que integra o Complexo Prisional do Curado. Dos 40 que fugiram no último sábado (23), 36 foram recapturados, dois morreram no confronto com policiais e um ferido está internado no Hospital Otávio de Freitas. No mesmo hospital também se encontra uma criança vítima de bala perdida durante a operação de recaptura dos presos.

Durante a tarde de ontem, trabalhadores instalaram um alambrado para tentar impedir a aproximação de pessoas ao muro do presídio e  policiais militares do Batalhão de Choque e de Operações Especiais fizeram uma varredura na unidade. Nesta ação, foram apreendidos facas, facões, drogas e aparelhos celulares.

A fuga dos presos do Complexo do Curado aconteceu três dias depois de uma ação semelhante na Penitenciária Barreto Campelo, em Itamaracá, onde parte do muro também foi destruído e 53 detentos fugiram. A Secretaria de Ressocialização informou que 16 foram recapturados, quase todos em uma casa na ilha, e 37 continuam foragidos.

VEJA TAMBÉM