“Triplicamos o atendimento de saúde em Serra Talhada”, diz Duque

Âncora do Sertão
BOM JESUS 5

Prefeito Luciano Duque, prestação de contas. Foto: Robério Sá / Âncora

Na noite deste sábado (30), ocorreu no bairro Alto do Bom Jesus, a reunião de Associações e prestação de contas da Secretaria de Saúde no exercício 2015. A ocasião foi marcada pela forte presença de populares, assim como representantes de associações de outras localidades do município.

A secretária de saúde Márcia Conrado, ao tomar a palavra, informou que uma ouvidoria foi implantada na própria secretaria a fim de atentar-se para as queixas e elogios quanto ao serviço municipal de saúde, alegando que muitas pessoas fazem denúncias em blogs e rádios, sendo que estas nem sempre chegam no setor da saúde, impossibilitando-os de resolver. O contato pode ser estabelecido através do número 3831-6646.

Obras, novos equipamentos e serviços a nível municipal foram relacionados pela secretária na prestação, a citar alguns, tais como: 22 Unidades de Saúde da Família, 1 Núcleo de Vigilância em Saúde, CEO, CTA, Hospital Veterinário Municipal, 5 UBS na Zona Rural, Central de Comunicação, Assistência Farmacêutica, 3 laboratórios municipais.

BOM JESUS - 1

Moradores do Alto do Bom Jesus lotaram o Ginásio.

Tendo em vista fazer comparativo do quantitativo presente no Bom Jesus, apresentou-se: 2 Unidades de Saúde da Família (I e II) – Já estamos com projeto para abrir uma terceira unidade de saúde. CEO,  a unidade I conta com 6 PSFs, a unidade II com 10, cada uma com 1 médico, 1 enfermeiro, 1 técnico de enfermagem, 1 dentista, 1 auxiliar de saúde bucal e 1 serviços gerais. A população assistida é foi de 3.316 (Bom Jesus I) e 4.341 pessoas (Bom Jesus II), considerando o número de atendimentos em 2015. As consultas domiciliares de enfermagem foram de 453 na unidade I e 348 na unidade II. Destacou que CEO possui atendimento pediátrico, ginecologista obstétrica e que no ano de 2015 realizaram 170 mil exames.

BOM JESUS 15

Após discorrer a imensa lista de feitos a secretária apontou: “O prefeito nos solicitou que desse uma atenção maior a esse bairro, que renovássemos com uma atuação diferenciada”, completando que, após o Carnaval, as unidades trabalharão com atendimento noturno, de modo a atender as pessoas que necessitem e as que não tenham condições de ir em horário diurno.

Ainda na realização da prestação, o vereador Nailson Gomes ao tomar posse da palavra foi claro: “O governo municipal tem feito sua parte, mas precisa do apoio e colaboração da sociedade. Devemos continuar essa luta de tentar e querer o melhor pra Serra Talhada. Só temos visto críticas da oposição, mas nenhum projeto de melhoria para a cidade. Muita coisa mudou do governo de Lula pra cá. Vivemos em um mundo politizado, onde as pessoas não estão preocupadas em mudar a política, estão preocupadas em mudar o poder. Ele (Duque) está no poder porque é uma pessoa republicana, uma pessoa que sempre olhou pra Serra Talhada e nunca teve necessidade de interesse, trabalha por uma sociedade melhor”.

BOM JESUS 6

Aproveitando o gancho da fala de Nailson, o prefeito explanou das mudanças em Serra Talhada durante seu governo, relatando as melhorias na qualidade do atendimento público de saúde e englobando outros eventos consistentes para o bem estar da população – “Segunda feira (01) vai ser um dia de muita alegria para 500 famílias de Serra Talhada. Estaremos dando um teto para famílias carentes. Estão em fase de construção mais 2 mil casas no bairro Ivonete Almeida e já temos um novo projeto, que considera mais 500 casas para que cada cidadão tenha realizado o seu sonho de casa própria. Na saúde, quando assumimos, só tínhamos 12 Unidades de Saúde da Família, hoje temos 22. Mais 10 unidades estão em construção. Triplicamos o atendimento de saúde! Aqui no Alto, terão um nova unidade, iniciando a obra em março. É uma conquista importante, pois vai possibilitar que todas as famílias do território do Alto do Bom Jesus recebam um melhor atendimento, com melhor qualidade. Construimos aqui também o CREAS e a cozinha comunitária, da qual aguardamos apenas a conclusão da licitação de compra de alimentos. Tentamos atender as expectativas do povo, pois a necessidade e demanda são muito grandes, mas dentro da nossa competência, buscamos atender a todos”.

VEJA TAMBÉM